quarta-feira, 30 de junho de 2010

1

Borboletas

"Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.

As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.


Temos que nos bastar... nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.

As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela.

Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.


O segredo é não cuidar das borboletas e sim cuidar do jardim para que elas venham até você.


No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!"


Perfeito esse poema que uns dizer ser de Mario Quintana, e outros não (veja aqui) em todo caso continua sendo linda e se todos pensassem assim não haveria tanta histórias tristes de casais que matam um ao outro por qualquer motivo.


Mas coloquei também esse título para mostrar para vcs as borboletas que fiz (inspirada neste fofo site) e colei na parede da minha simplesinha sala.





E estas no corredor:










Ah!! o molde que usei eu peguei da net e foi esse aqui ó:






Abraços!!!


Um comentário:

  1. ehhhhhhhhhhhhh
    É lindo esse poema mesmo.
    Minha irmã artista.
    BUTERFLY

    ResponderExcluir